Atualidade

18 Agosto 2020

Importância da Medicina Geral e Familiar no seguimento de doentes com patologia vascular periférica

“A abordagem multidisciplinar é de facto indispensável no diagnóstico, tratamento e seguimento do doente com patologia vascular assumindo a Medicina Geral e Familiar (MGF) um papel de extrema importância”. Quem o diz é o especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, Roger Rodrigues, num artigo onde foca os pontos de convergência entre ambas as especialidades médicas na abordagem da patologia vascular periférica.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.